Crowdfunding

Mulheres têm mais sucesso com crowdfunding do que homens

As campanhas lideradas por mulheres têm mais sucesso em alcançar sua meta de financiamento e a contribuição média também é maior! Confira os motivos.

A empresa de consultoria PwC e o Crowdfunding Center, analisaram 450.000 campanhas de crowdfunding em todo o mundo e descobriram que aquelas lideradas por mulheres tiveram 32% mais sucesso em atingir sua meta do que aquelas realizadas por homens.

Para ambos os sexos, captar fundos através de investidor ou de banco não é uma tarefa muito fácil. Mas, para as mulheres, o desafio é ainda maior, visto que ainda é um mercado dominado por homens.

E o crowdfunding veio para democratizar o acesso ao capital. Com ele, qualquer pessoa, independente de gênero, pode criar a sua campanha e captar recursos. Basta que a história (o projeto) seja interessante para o contribuidor.

Mulheres possuem mais campanhas de sucesso

Apesar de lançarem menos campanhas do que os homens, campanhas lideradas por mulheres têm mais sucesso. 17% das campanhas lideradas por homens alcançaram sua meta financeira, em comparação com 22% das campanhas lideradas por mulheres.

mulher feliz olhando para o computador

Em geral, as campanhas lideradas por mulheres tiveram 32% mais sucesso em alcançar sua meta de financiamento do que aquelas lideradas por homens em uma ampla gama de setores, geografia e culturas.

Além disso, a contribuição média em campanhas lideradas por mulheres é de $87, enquanto que a dos homens é de $83.

No gráfico abaixo, em vermelho, a taxa de sucesso das mulheres com crowdfunding em diversos setores comparado com o dos homens, em azul. E vamos ver mais a frente alguns dos motivos.

Infographic: Women are More Successful and More Efficient | Statista
Mais informações em Statista

As mulheres criam um vínculo com os doadores

Transmitir emoção, se conectar com os doadores… isso as mulheres fazem muito bem!

O professor Andreea Gorbatai, da UC Berkeley Haas School of Business, analisou 9.943 campanhas e constatou que as mulheres possuem mais sucesso em suas campanhas por causa da forma com que se comunicam com os doadores.

As mulheres geralmente usam palavras sobre emoções positivas, por exemplo, “animado” e “feliz”. E de inclusão, como o pronome “nós” e palavras como “juntos”.

duas mulheres olhando pra frente convidando com as mãos

Usar uma linguagem inclusiva constrói esse vínculo de confiança, em que você sente que as pessoas não estão tentando tirar seu dinheiro, você sente que elas estão incluindo você neste projeto”, diz Gorbatai.

Para isolar o efeito que a linguagem tem sobre a quantidade de dinheiro que uma campanha de crowdfunding arrecada, Gorbatai usou a “técnica de correspondência exata”, e estudou duas campanhas que estavam levantando a mesma quantidade de dinheiro por um motivo semelhante durante um período semelhante e a única diferença era que uma era liderada por uma mulher e o outra por um homem. Para efeitos do estudo, uma campanha é considerada um sucesso em relação a outra se arrecadar mais dinheiro.

Outro ponto que vale ser destacado são as diferentes motivações dos investidores tradicionais e contribuidores de crowdfunding. Enquanto os investidores tradicionais optam por colocar o seu dinheiro em projetos esperando retorno financeiro positivo, os investidores em crowdfunding “dão dinheiro para apoiar projetos que valorizem razões sociais ou de causas”, disse Gorbatai. Essa é uma das razões pelas quais a linguagem desempenha um papel tão fundamental.

E sabe porque as mulheres se preocupam em construir vínculos, em passar a melhor imagem e querer que seus projetos sejam bem aceitos pelo público? Porque elas sempre tiveram que trabalhar muito mais do que os homens para provar que seu negócio, sua ideia era necessária e assim conseguir financiamento da forma tradicional, com investidores ou banco.

mulher com os braços pro alto comemorando

É hora de mudanças no mercado

Quando os intermediários são removidos e há acessos iguais ao mercado para mulheres e homens percebemos como todo esse histórico de preconceito é totalmente infundado e precisa ser eliminado.

“Portanto, é hora de reajustar não apenas nossas percepções, mas nossas atitudes, instituições, comportamentos – e como tomamos essas decisões”, Barry James, CEO do Crowdfunding Center.

Para Kay Klug, co-fundadora do Crowdfunding Center:

“A erradicação de barreiras oferece oportunidades que beneficiarão mulheres e homens, empresas e a sociedade.”

O crowdfunding veio para dar oportunidades iguais a todos. Sem distinção de gênero.
E você não precisa depender de somente uma pessoa (um investidor ou do banco) para que seu projeto seja financiado. Agora, você conta com o apoio de diversas pessoas que acreditam na sua história!

Facebook Comments