Doadores de mãos para cima
Crowdfunding

10 métodos para encontrar doadores para sua ONG

Antes de sair em busca de mais doadores, você deve primeiro descobrir quem procurar. Que tipo de pessoa gostaria de apoiar os projetos sociais e outras ações importantes de sua ONG?

Antes de sair em busca de mais doadores para a sua ONG, você deve primeiro descobrir quem procurar. Analise quem já é seu doador, de onde eles vieram e como preferem doar para a sua ONG.

Em outras palavras: que tipo de pessoa gostaria de apoiar seus projetos sociais e outras ações importantes da sua ONG?

Ao analisar, você passa a ser mais seletivo aproveitando ao máximo o seu orçamento e também o seu tempo.

Quem é o doador da minha ONG?

Demografia

Existe uma faixa etária, gênero, faixa de renda ou etnia que mais se beneficia com seu trabalho? Ou existem dados demográficos específicos de pessoas que se beneficiam do trabalho que você está fazendo para os outros?

Geografia

Os doadores são de uma região específica? Uma cidade, um bairro… Se sim, entenda porque e tente impactar mais doadores de lá!

Valores

Entenda o que é importante para os seus doadores e os motive!
Por exemplo, a missão da WWF é: “cuidar das pessoas e da natureza é o que garante um futuro mais justo, saudável e em harmonia para todos.”
Esta frase conecta a todos, afinal, quem não quer um futuro melhor para seus filhos e netos?

Estilo de vida

O que o seu doador perfeito gosta de fazer? Identifique como eles obtêm suas informações para que você possa criar a estratégia certa para alcançá-los. Depois de conhecer seus hobbies, você pode pensar em diferentes maneiras de integrar sua mensagem.

Dicas para encontrar doadores para ONGs

1. Anúncios de mídia social segmentados

Você já identificou que é o seu potencial doador, logo, segmente toda a sua divulgação para impactá-los. No Facebook, você pode segmentar seus anúncios por região, interesses, faixa etária, idioma e outros.

É uma ferramenta incrível que permite escolher detalhadamente para qual usuário seu anúncio deve aparecer. Aumentando suas chances de sucesso.

Ao criar suas mensagens, utilize o chamariz “participe” ou “construa” em vez de “doe”. Use as emoções como um motivador, em vez de pedir-lhes que simplesmente façam uma contribuição. Lembre-se, os doadores gostam de fazer parte da mudança e não apenas de dar dinheiro.

2. Blog

Um blog é a melhor maneira para contar à comunidade sobre a sua ONG, as ações que ela tem feito, o impacto na sociedade, eventos e outros.

E mais, é uma oportunidade de seus artigos aparecerem no Google para usuários que pesquisarem sobre causas em que sua ONG esteja envolvida.

Mulher escrevendo blog na internet

Imagine alguém buscar por “como doar alimentos para pessoas em situação de rua” e a sua ONG aparecer? Os usuários querem ajudar, eles possuem interesse. Aproveite este marketing gratuito!

Nos artigos, tenha sempre um call to action chamando o usuário para participar da mudança que sua ONG está fazendo e direcione-o para a página de doação.

3. Organizar eventos online

Com a pandemia do coronavírus, os eventos online são a maneira mais segura de juntar todos os seus doadores de uma vez.

Aproveite que todos já estão acostumados com lives, zoom e outros canais de comunicação e crie o seu evento online. Você pode criar eventos para discutir ações de sua ONG, contar como vem impactando a sociedade e também histórias de pessoas beneficiadas (a prova social de que sua ONG é séria).

4. Envie e-mails regulares

Os e-mails são o melhor canal para fidelizar seus doadores. Diferente de outras mídias, o e-mail permite o contato direto com cada doador.

Colete e-mails em seu site e blog. Se você conseguir automatizar e enviar mensagens para usuários que se cadastrarem em blogs, realizarem doações. Além de envios manuais de mensagens informando sobre atualizações de projetos e como estão os beneficiados pelo seu projeto.

Se você não compartilhar atualizações regulares, os usuários poderão perder o interesse e você não terá tantas doações quanto gostaria.

5. Contate doadores existentes

Se seus doadores atuais tiveram uma boa experiência ao apoiar sua organização, incentive-os a contar a seus amigos sobre isso. A indicação de amigos valida a sua ONG e seus projetos (se meu amigo está indicando, é confiável).

homem fazendo negócio pela internet

Utiliza as mídias sociais. Faça posts incentivando o compartilhamento e a marcação de amigos.

6. Tenha um site atualizado

Os doadores em potencial querem saber mais sobre o trabalho de sua ONG. Eles acessarão seu site em busca de detalhes, antes de decidirem doar. Se o seu site estiver desatualizado, você pode perder essa oportunidade.

Adicione vídeos e fotos sobre seus projetos e pessoas beneficiadas. Tenha um antes x depois. As pessoas gostam de saber qual impacto a doação delas terá para a sociedade.

Deve ser fácil doar em seu site. Lembre-se, as pessoas não querem adivinhar como fazer ou demorar tanto tempo.

7. Tenha perfis em mídias sociais

Claro, também tenha perfil no Instagram, página no Facebook e até um TikTok, se puder. Aproveite também as novas mídias como o ClubHouse e chame pessoas para debater sobre uma causa.

Aumente a exposição de sua ONG!

8. Crie comunidades

Aproveite o poder da comunidade das mídias sociais.

Com grupos no Facebook, os usuários interagem mais, dá para fazer posts temáticos, falar sobre a ONG, deixar os doadores e potenciais doadores a par de tudo o que acontece.

9. Cadastre sua ONG para receber doações via Facebook e Instagram

Esta funcionalidade beneficiará muitas ONGs quando for lançada no Brasil.

Por enquanto, somente instituições do exterior podem se cadastrar e arrecadar fundos para seus projetos sociais via Facebook. O legal é que não há taxas (nem para quem doa e nem para a ONG). O Facebook e o Instagram cobre tudo (taxas bancárias e impostos) e 100% do valor vai para a ONG!

No Facebook, os usuários podem criar campanhas de arrecadação cujo valor vai direto para a ONG. Já no Instagram, é possível adicionar adesivos de “doação” em Stories e um botão de doar na página inicial da rede social

A sua ONG precisa estar cadastrada no Facebook.

10. Fique ligado ao que acontece

A sua ONG deve estar atenta ao que acontece no segmento em que atua. Mesmo que você efetivamente não esteja atuando na causa, deve mostrar para o público que sua instituição está engajada.

A ONG Ampara Animal arrecadou R$ 2 milhões em prol dos animais prejudicados com as queimadas no Pantanal. Fonte: Razões para Acreditar

Por exemplo, caso haja queimadas que prejudiquem os animais, a sua ONG pode atualizar os seguidores sobre a situação dos bichos. Não é porque você não está atuando na causa que deve deixar seus contribuidores sem notícias. Mostre para ele que você se importa.

Crie relacionamento com os doadores

Lembre-se, não importa quais métodos você use para manter e expandir sua base de doadores, o desenvolvimento tem tudo a ver com relacionamentos.

Você deve criar uma estratégia para permanecer na memória durante semanas e meses para solidificar o lugar da sua organização no coração dos seus apoiadores. Planeje com antecedência para tornar seu plano de marketing o mais eficaz possível.

Fonte: Constant Contact

Facebook Comments